IMPORTÂNCIA DO POTENGI É RESSALTADA PELO MEMORIAL DA CULTURA E DO LEGISLATIVO

5fc7e7f5ee0bacef060a1315ac3b2dd9

O projeto “Memória Itinerante”, do Memorial da Cultura e do Legislativo Potiguar (MCLP), foi até as comunidades rurais do Chã da Divisão e Povoado Albino, na Serra de Santana. As comunidades são circunvizinhas a nascente do rio Potengi e distritos do município de Cerro Corá, Seridó potiguar. Com o objetivo de divulgar a cidadania, o MCLP esteve na Escola Municipal Manuel Belmiro dos Santos e na Escola Estadual Albino Avelino, para realização de palestras a fim de sedimentar conhecimentos sobre o Rio que deu nome ao nosso estado. O projeto pedagógico das duas escolas tem o Rio Potengi como eixo.

Ministrada pelo professor Plínio Sanderson, a palestra ‘Potengi: do Imaginário à Realidade’, “ressalta peculiaridades do Potengi amado em visões míticas, alumbramentos de poetas, escritores e fotógrafos, sem esquecer da brutal realidade ambiental”, destaca o professor.

As aulas realizadas nas escolas citadas são fragmentos da história e da geografia potiguar, tendo como fio condutor o rio berço de Natal e o ponto alto aconteceu no encerramento, na sede do município de Cerro Corá, onde está a nascente do Rio Potengi.

Fátima defende novo Fundeb como política de Estado e maior participação da União

IMG000000000204895

Em audiência pública da Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que analisa as propostas para o novo Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a governadora Fátima Bezerra reforçou, nesta terça-feira, 25, em Brasília, que “é preciso buscar convergências para transformar o Fundeb numa política de estado, perene, e com maior participação da União”.

Ao destacar estas duas condições, Fátima Bezerra disse que elas estão contempladas na proposta do novo Fundeb de sua autoria e que é apoiada pelo Forum dos Governadores do Brasil. “Esse é o caminho para ampliar a oferta de vagas, as creches, a qualidade da educação, a valorização profissional visando um país com mais equilíbrio, melhor distribuição de renda e qualidade de vida”, afirmou a governadora do RN lembrando que hoje o  Plano Nacional de Educação completa cinco anos, “um plano que é estratégico para o presente e para o futuro do nosso país, mas que, infelizmente, o  balanço que fazemos é que o plano está estacionado”.

Ainda na audiência pública Fátima Bezerra considerou “imperativo que sociedade acompanhe os debates sore novo Fundeb. Por que o Fundeb é a mais importante política para financiamento da educação básica. Precisamos aprofundar os debates e ter a garantia do novo Fundeb. Eu, como representante dos governadores dos estados do Brasil, defendo o novo Fundeb como política de estado permanente, sem prazo de validade como é hoje, e com ampliação da participação da União no financiamento da educação básica. Hoje a União entra apenas com 10%, estados e municípios entram com 90%”, ressaltou, para informar que “Maior participação da União significa mais estados e municípios contemplados, a efetividade do pacto federativo e melhor ensino e aprendizado. Estudo técnico mostra que a maior participação da União vai ampliar o número de estados contemplados de 10, atualmente, para 17”.

Para Fátima Bezerra, aprovar o novo Fundeb “é um desafio que trará enormes vantagens e benefícios a todos com a garantia do fortalecimento da educação do nosso país” e explicou algumas metas definidas para serem consolidadas até 2024:  garantir 50% das crianças 0 a 3 anos idade nas creches; 50% das escolas com educação em tempo integral; novo piso salarial do magistério equiparação do salário médio do professor aos demais profissionais com mesmo nível de formação (hoje ganham 50% a menos); garantir formação continuada aos educadores; alfabetizar todas as crianças até os 8 anos de idade; alfabetização de jovens e adultos.

“Acho que temos um ambiente sensível e um compromisso do Parlamento brasileiro. O país precisa que a agenda do novo Fundeb prevaleça. Insistimos no caráter permanente e no maior aporte de recursos pela União. Nossa proposta incorpora sugestões dos diversos setores da educação”, enfatizou ao encerrar sua participação na audiência. A PEC dos Governadores tramita no Senado e outras duas propostas tramitam na Câmara dos Deputados.

O QUE É O FUNDEB

O Fundeb é hoje a principal fonte de financiamento da educação básica brasileira. O modelo atual tem sua vigência encerrada em 2020. A PEC 15/15, apresentada pelo Forum dos Governadores do Brasil e de autoria da governadora Fátima Bezerra, propõe tornar o Fundeb uma política pública permanente e a ampliação da participação financeira da União junto aos estados e municípios.

A governadora Fátima Bezerra considera que o Fundeb é fundamental para melhorar a infraestrutura das nossas escolas e investir na manutenção e desenvolvimento do ensino Brasil e no Rio Grande do Norte”.

A proposta contempla:

•        Novo modelo de financiamento que seja permanente e uma política pública de estado com aperfeiçoamento e ampliação da participação do governo federal que hoje é de apenas 10%. A ampliação prevê 20% no primeiro ano de vigência e acréscimos de 2% ao ano nos dez anos seguintes até atingir 40%.

•        Quando foi criado o Fundeb, 60% dos repasses feitos pelo governo federal aos estados e municípios eram destinados ao pagamento dos salários dos professores. Os 40% restantes eram destinados ao custeio das escolas. Hoje os prefeitos alegam que os recursos suprem apenas o pagamento da folha salarial da Educação e não há sobras para investir no custeio e melhoria das escolas.

TRAMITAÇÃO DA PEC DOS GOVERNADORES PARA O NOVO FUNDEB

•        8 de maio – Após apresentação ao Fórum dos governadores em Brasília, a proposta de emenda constitucional (PEC) que cria o novo Fundeb foi entregue aos presidentes da República, Jair Bolsonaro, do Senado, Davi Alcolumbre, da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia, e ao ministro da Educação, Abraham Weintraub.

•        O ministro se comprometeu a criar um grupo de trabalho para analisar a proposta junto com entidades como o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

ProUni ofertará 169,2 mil bolsas de estudo; inscrições começam nesta terça

prouni-750x541

O Programa Universidade para Todos (ProUni) vai ofertar 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais e 101.139 parciais, no segundo semestre de 2019. As vagas foram anunciadas hoje (10), pelo Ministério da Educação (MEC). Ao todo, participam desta edição 1.100 instituições.

As inscrições podem ser feitas a partir de amanhã (11). O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni.

O número de bolsas é inferior às 174 mil ofertadas no segundo semestre do ano passado – 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais. Caiu também no número de instituições. Em 2018 foram 1.460.

Segundo o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, a queda deve-se à possível suspensão de cursos e faculdades privadas, o que impede a oferta de bolsas.

Mesmo com a redução de vagas, a expectativa é que o número de inscrições aumente em relação a 2018. “Tivemos um aumento no Sisu [Sistema de Seleção Unificada], o que mostra que tem mais gente buscando o ensino superior”, disse Vogel.

O Sisu, que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, teve um aumento de 25,9% no número de candidatos no processo seletivo do segundo semestre deste ano em comparação com o segundo semestre do ano passado.

Vogel explica que a redução de bolsas não impactará o orçamento do MEC, uma vez que as instituições participantes não recebem recursos. Elas são isentas de impostos.

ProUni

As bolsas de estudo ofertadas pelo ProUni são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%. As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais, contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa, estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada e de 2 a 8 de julho na segunda.

A lista de espera, caso as vagas não sejam ocupadas, fica disponível no site para consulta pelas instituições de ensino no dia 18 de julho.

Inscrições para o Sisu do 2º semestre começam nesta terça-feira

IMG_20190522_141708853_HDR-730x400

Começa nesta terça-feira, dia 4, as inscrições para as vagas ofertadas no segundo semestre do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O prazo vai até sexta-feira, 7, e resultado será divulgado no dia 10 de junho. Os participantes poderão ainda integrar a lista de espera entre 11 e 17 de junho.

Mesmo antes do início das inscrições, candidatos podem consultar na página do Sisu as vagas que serão ofertadas em instituições públicas de ensino superior no segundo semestre deste ano. A busca pode ser feita por curso, instituição de ensino e por município.

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.

Durante o período de inscrição pelo Sisu, uma vez ao dia, o sistema calcula a nota de corte, que é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados.

Mais de 150 concursos com inscrições abertas reúnem 21,4 mil vagas no país

fies (1)

Pelo menos 153 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (27) e reúnem 21,4 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 24.668,75 na Defensoria Pública do Distrito Federal.

Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Entre os principais concursos federais abertos estão:

  • Aeronáutica, que oferece 80 vagas;
  • Exército, que oferece 450 vagas;
  • Marinha, com 190 vagas;
  • Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), com 16 vagas;
  • Conselho Federal dos Representantes Comerciais (Confere), que abriu 8 vagas

Nesta segunda-feira (27), pelo menos 17 órgãos abrem as inscrições para 2.428 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 15.216,12 na Prefeitura de Dona Emma (SC). Veja abaixo as informações de cada concurso:

Câmara Municipal de Marmelópolis (MG)

  • Inscrições: até 04/07/2019
  • 2 vagas para auxiliar de serviços gerais e contador
  • Salários de até R$ 1.282,32
  • Cargos de nível fundamental e superior
  • Veja o edital

Câmara Municipal de Vila Pavão (ES)

  • Inscrições: até 28/05/2019
  • 1 vaga para auxiliar de serviços gerais
  • Salário: R$ 998,00
  • Cargo de nível fundamental
  • Veja o edital

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA)

  • Inscrições: até 14/06/2019
  • 5 vagas para conselheiros tutelares
  • Salário de R$ 998,00
  • Cargo de nível médio
  • Vagas para Passa Quatro (MG)
  • Veja o edital

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio)

  • Inscrições: até 31/05/2019
  • 16 vagas para chefe de esquadrão e brigadista
  • Salários de até R$ 1.497,00
  • Cargos de nível fundamental e médio
  • Vagas para Crato (CE)
  • Veja o edital

Instituto de Gestão e Humanização (IGH) de Goiás

  • Inscrições: até 01/11/2019
  • 275 vagas
  • Salários de até R$ 8.211,82
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Alto Rio Novo (ES)

  • Inscrições: até 31/05/2019
  • 5 vagas
  • Salários de até R$ 8.000,00
  • Cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Bento Gonçalves (RS)

  • Inscrições: até 07/06/2019
  • 16 vagas para agente comunitário de saúde
  • Salário de R$ 1.250,00
  • Cargo de nível médio
  • Veja o edital

Prefeitura de Campo Grande (MS)

  • Inscrições: até 28/05/2019
  • 110 vagas para agentes sociais de esporte e lazer
  • Salário de até R$ 3.200,00
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Corrente (PI)

  • Inscrições: até 14/06/2019
  • 108 vagas
  • Salários de até R$ 1.227,68
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Dona Emma (SC)

  • Inscrições: até 27/06/2019
  • 3 vagas para médico ESF, odontólogo e técnico de enfermagem
  • Salário de até R$ 15.216,12
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Dracena (SP)

  • Inscrições: até 10/06/2019
  • 16 vagas
  • Salários de até R$ 1.662,10
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Feira da Mata (BA)

  • Inscrições: até 05/06/2019
  • 347 vagas
  • Salários de até R$ 6.500,00
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Maceió (AL)

  • Inscrições: até 07/06/2019
  • 26 vagas
  • Salários de até R$ 2.000,00
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Magalhães Barata (PA)

  • Inscrições: até 15/07/2019
  • 688 vagas
  • Salários de até R$ 5.000,00
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Mirim Doce (SC)

  • Inscrições: até 27/06/2019
  • 5 vagas
  • Salários de até R$ 3.303,58
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de São João da Boa Vista (SP)

  • Inscrições: até 25/06/2019
  • Salários de até R$ 1.320,03
  • Cargos de nível fundamental e médio
  • Veja o edital

Prefeitura de São Luís de Montes Belos (GO)

  • Inscrições: até 30/06/2019
  • 805 vagas
  • Salários de até R$ 4.652,70
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital
 

Universitários do RN constroem veículo e disputam competição mundial nos Estados Unidos

baja-novo-prototipo-1

Estudantes da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), de Mossoró, vão disputar uma competição mundial de baja – um tipo de carro construído por eles mesmos – nos Estados Unidos, entre os dias 6 e 9 de junho. A disputa acontece no Rochester Institute of Technology, em Nova York.

A Cactus Baja, nome da equipe formada pelos universitários, tem 25 membros. Todos os envolvidos são alunos do curso de Ciência e Tecnologia e Engenharia Mecânica.

A equipe viaja no dia 27 de maio com 14 integrantes para os Estados Unidos. “É tudo muito novo para nós, vamos buscar experiência e brigar por resultados”, diz Rita Patrícia Cruz de Andrade, 24 anos, supervisora de Marketing da Cactus e aluna do curso Ciência e Tecnologia da Ufersa.

O time da Ufersa é um dos três únicos brasileiros entre os 100 da competição mundial, que reúne estudantes de seis países. Além deles, representarão o Brasil estudantes da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP) e da Poli AVIA Lotus, da Escola Politécnica da USP.

As três equipes conseguiram classificação através da etapa nacional de baja, em que a Ufersa ficou na 3ª colocação.

Todos os carros que vão participar da disputa mundial foram projetados e construídos pelos próprios estudantes.

Fonte: G1/RN

 

Sisu abrirá consulta de vagas nesta quinta, 23

download (14)

A consulta para vagas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai estar disponível a partir desta quinta-feira, 23 de maio. Os dados podem ser acompanhados pelo site do Sisu. Os estudantes terão acesso às instituições e aos cursos que serão oferecidos.

As inscrições do Sisu iniciam em 4 de junho e vão até 7 de junho. Durante esse período, uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte, que é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados.

O Sisu é o sistema informatizado do MEC no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem. As notas de corte para cada curso são baseadas no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência.

A nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição e não garante a seleção para a vaga ofertada. O sistema não faz o cálculo em tempo real. A atualização da nota de corte é feita sempre à meia-noite e ela é modificada de acordo com a nota dos inscritos.

Além disso, no site e no aplicativo do Sisu o estudante poderá acompanhar sua inscrição. As plataformas permitem acesso às classificações parciais, resultado final e a lista de aprovados.

Simulador
O simulador do Sisu, que mostra informações dos últimos processos seletivos, vai ficar temporariamente fora do ar.

O sistema não vai estar disponível a partir do dia 23 de maio. A previsão é que volte ao ar no dia 10 de junho. A medida, preventiva, foi necessária para evitar que o sistema fique sobrecarregado.

Fonte: Tribuna do Norte

Ministro da educação sugere a reitores e políticos potiguares que estudantes assumam limpeza de universidades

Revista Veja
Matéria: Governo de Transição
Ministro Onyx Lorenzoni fala sobre estrutura do novo governo
Personagem: Abraham Weintraub, economista
Foto: Cristiano Mariz
Data: 04/12/2018
Local: CCBB -  Brasília- DF

O ministro da educação Abraham Weintraub sugeriu aos reitores da UFRN, UFERSA e IFRN que os próprios estudantes assumam as atividades de funcionários terceirizados, como a manutenção e a limpeza das instituições de ensino.

Isso mesmo!

O ministro da educação acha que os universitários devem conciliar os estudos com o serviço de limpeza e manutenção das universidades.

Em vez de oferecer alternativas para bolsas de estágios, o trabalho pesado.

Triste do país com um ministro da educação tão obscuro.

UFRN promove mostra de profissões para auxiliar estudantes em escolha do curso

whatsapp-image-2019-05-08-at-09.51.43

A mostra de profissões da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) vai começar nesta quarta-feira (22) e segue até a sexta-feira (24) no campus central da instituição, em Natal. O evento é gratuito, aberto a todo o público e não precisa de inscrição prévia.

O objetivo da mostra é ajudar os jovens que querem ingressar no ensino superior a escolherem melhor a profissão e o curso que desejam, com a exposição do perfil de cada área de atuação. Alunos e professores de todos os cursos oferecidos pela UFRN vão ministrar palestras de 45 minutos.

Também serão explicadas as políticas de inclusão e permanência da universidade, como bolsas, residência universitária, entre outros programas de assistência estudantil.

Sem necessidade de inscrição prévia, para participar o aluno só precisa ir aos locais previstos na programação para assistir a palestra que deseja (clique AQUI para conferir a programação completa). É importante lembrar que os espaços terão acesso limitado devido a capacidade dos locais onde acontecerão as palestras.

As palestras acontecem das 8h até 20h45 e terão horários diferentes em cada dia do evento, para que as informações sobre os cursos sejam ofertadas em turnos distintos.

Fonte: G1/RN

Rio Grande do Norte tem 143 mil inscritos no Enem 2019

frame-enem1

O Rio Grande do Norte tem 143 mil pessoas inscritas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta segunda-feira (20). As inscrições para o exame terminaram na sexta-feira passada (17).

Desse total, 52.498 inscritos no estado ainda não efetuaram o pagamento do boleto para confirmar a participação no exame, segundo balanço do Inep atualizado nesta segunda. Mas esses estudantes ainda estão dentro do prazo: o pagamento pode ser feito até a próxima quinta-feira (23).

A taxa é de R$ 85 e o pagamento pode ser realizado em qualquer banco, casa lotérica ou agência dos Correios. Quem teve direito à isenção do pagamento da taxa e concluiu a inscrição no prazo estabelecido já tem sua participação garantida no exame.

O Brasil registrou, ao todo, 6,38 milhões de inscritos para a edição de 2019. O número final de participantes confirmados será divulgado no próximo dia 28. As provas do Enem 2019 serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro.

O Enem é realizado anualmente pelo Inep, que é vinculado ao Ministério da Educação (MEC). O exame viabiliza o acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e instituições portuguesas.

Fonte: G1/RN

Facebook0