Cipriano-Maia-secretário-de-saúde-RN-1-750x462

Ajuda federal para a Saúde do RN foi “pequeno alívio”, diz Cipriano Maia

O secretário de Saúde do RN, Cipriano Maia, qualificou nesta terça-feira, 20, de um “pequeno alívio” a liberação de R$ 84,5 milhões do governo federal para a ampliação da Atenção Primária e Hospitalar em 51 municípios do Rio Grande do Norte.

Sobre os R$ 35 milhões a serem destinados à ampliação do custeio dos serviços de média e alta complexidade administrados pelo governo estadual, o secretário explicou que o recurso não entrará de uma vez para o Estado e sim em 12 parcelas.

“Nosso teto de gasto é de R$ 200 milhões por mês e, como esse recurso novo, devemos subir para algo como R$ 203 milhões por mês de um dinheiro que não poderá ser usado para custeio, o que nos obrigará a fazer arranjos para atender melhor os hospitais do interior”, lembrou o secretário.

São estes recursos que financiam, por exemplo, internações, cirurgias, exames complementares e outros procedimentos médicos.

Na última sexta-feira, 16, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou assinou a liberação de R$ 84,5 milhões do governo federal para a ampliação da Atenção Primária e Hospitalar em 51 municípios do Rio Grande do Norte.

O Hospital da PM também receberá recursos e, segundo Cipriano Maia, sua estrutura que vem recebendo investimentos nos últimos anos deve ser usada de apoio para auxiliar nas cirurgias eletivas – aquelas que, segundo ele, devem ser atendidas para evitar que se transformem em futuras urgências.

“São 110 leitos e sete Centros Cirúrgicos que serão importantes para o trabalho”, comentou.

Para a unidade deverão ser liberados R$ 7,8 milhões por ano. Já Natal receberá R$ 4,8 milhões anuais, além de um repasse de R$ 500 mil, em parcela única, para o Hospital Infantil Varela Santiago. Especializada no tratamento contra o câncer infantil, a unidade ainda deverá receber R$ 1,8 milhão por ano para o custeio adicional.

Para Mossoró, foi assinada a liberação de R$ 139,8 mil, além da destinação de R$ 840 mil para a qualificação da UPA Geraldo de Souza, em São José de Mipibu. E Touros deverá ser beneficiado com R$ 480 mil anuais para a implantação e custeio de mais uma Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar e de Apoio.

Ainda segundo o secretário Cipriano Maia, a intenção do governo estadual é ofertar, na medida do possível, mais serviços no interior, seguindo a política do SUS de fortalecer a rede regional, evitando sobrecarga de pacientes em Natal e Mossoró.

Entrevistado desta terça-feira do programa “Agora News”, da 97,9 FM, o secretário lembrou os R$ 123 milhões de restos a pagar de sua pasta, herdados da gestão anterior, e das quedas sucessivas de transferências do SUS. Isso, segundo ele, fez com que a pasta tivesse quase R$ 200 milhões em contratos sem recursos para cobrir.

Ele anunciou que a Secretaria planeja para setembro lançar o programa RN + Saudável dentro da linha de prevenção. “Diabetes, hipertensão, são problemas comuns decorrentes do excesso de sal e açúcar e devem contar com uma atenção”, destacou.

Compartilhe esta notícia com seus amigos:
Facebook0

admin Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *